LINDA MENSAGEM DE NATAL - O ANIVERSARIANTE É JESUS!!!


  • 1. MEU ANIVERSÁRIO ESTE ANO
  • 2. Como você sabe, está chegando novamente a data de meu aniversário. Todos os anos fazem festa em minha honra e creio que este ano acontecerá a mesma coisa. Nesses dias as pessoas fazem muitas compras. O rádio e a TV fazem centenas de anúncios. Por todo canto não se fala de outra coisa a não ser dos preparativos para o grande dia.
  • 3. É bom saber que ao menos um dia por ano algumas pessoas pensam um pouco em mim. Como você sabe, há muitos anos começaram a festejar meu aniversário. No começo, pareciam compreender e agradecer o que fiz por eles, mas HOJE em dia, ninguém sabe por que razão o celebram. As pessoas se reúnem e se divertem muito, mas não sabem do que se trata...
  • 4. Estou me lembrando do ano passado: ao chegar o dia do meu aniversário, fizeram uma grande festa em minha honra. Havia coisas deliciosas na mesa, tudo estava decorado e havia muitos presentes... mas sabe de uma coisa? Não me convidaram! Eu era o convidado de honra e ninguém se lembrou de me convidar! A festa era para mim e quando chegou o grande dia, fecharam a porta na minha cara. Bem que eu queria partilhar a mesa com eles...
  • 5. A verdade não me surpreendeu porque, nos últimos anos, muitos me fecham a porta. Como não me convidaram, ocorreu-me entrar sem fazer ruído. Entrei e fiquei num cantinho. Estavam todos brindando, alguns já estavam embriagados, contando piadas, rindo, divertindo-se. Aí chegou um VELHO GORDO, VESTIDO DE VERMELHO, COM BARBA BRANCA E GRITANDO: HO! HO! HO!. Parecia ter bebido demais... Deixou-se cair pesadamente numa cadeira e todos correram para ele dizendo: Papai Noel! Papai Noel! – como se a festa fosse para ele!
  • 6. Quando chegou meia-noite, todos começaram a abraçar-se. Eu estendi meus braços esperando que alguém me abraçasse... Quer saber? Ninguém me abraçou. De repente, todos começaram a entregar presentes. Um a um, os pacotes foram sendo abertos. Cheguei perto para ver se, por acaso, havia algum para mim – nada! O que você sentiria se no dia de seu aniversário todos se presenteassem e não dessem nenhum presente para você? Compreendi, então, que estava sobrando na festa... Saí sem fazer barulho, fechei a porta, fui embora...
  • 7. Cada ano que passa é pior: as pessoas só se lembram da ceia, dos presentes, das festas... De mim ninguém se lembra. Gostaria que, neste Natal, você me permitisse entrar na sua vida, reconhecendo que há mais de dois mil anos vim ao mundo para lhe dar minha vida na cruz e, assim, poder salvar você... Hoje só quero que acredites nisso com todo seu coração...
  • 8. Vou dizer-lhe uma coisa. Já que muitos não me convidam para a festa que fazem, vou fazer minha própria festa – uma festa grandiosa como ninguém jamais fez, uma festa espetacular. Estou nos últimos preparativos e expedindo os convites. Este é especial para você. Só quero que você me diga se quer vir: reservarei um lugar para você e incluirei seu nome na lista dos que confirmaram... Os que não aceitarem, ficarão de fora.
  • 9. Prepare-se porque quando tudo estiver pronto, quando menos se esperar, darei minha grande festa. Não se esqueça de enviar este convite também aos seus amigos...
  • 10. SOMENTE PARA OS AMIGOS ESPECIAIS
    • Assim como você é especial para mim, com certeza, há vários amigos que são especiais pra você. Desta maneira, vamos fazer uma festa com os “especiais”, afinal, “muitos serão os convidados mas poucos serão os escolhidos”, sabe por que? Porque poucos aceitarão o CONVITE!

O QUEBRA - NOZES - CONTAÇÃO E ENCENAÇÃO COM ALUNOS DO 5º.ANO 1 E 3 - NATAL - 2014

“O QUEBRA NOZES”

É noite de Natal e os convidados seguem para a ceia na casa da Família Stahlbaum em um espírito festivo.
O Sr. e a Srª.Stahlbaum recebem os convidados. Todos estão numa sala de visitas alegremente decorada. Tudo está pronto para a festa começar, as crianças correm pela sala e admiram a árvore de Natal, quando de repente aparece um anjo e atrai a atenção de Clara mostrando que aquela noite seria mágica e cheia de muitas aventuras. Os convidados nada percebem.
O tio de Clara, Drosselmeyer chega na festa vestido como um mágico e se prepara para executar suas magias, Drosselmeyer se apresenta como uma figura ambígua, ora paternal e amigo, ora um mago misterioso e provocador, incitador da imaginação das crianças.
O estoque de surpresas do tio Drosselmeyer é inesgotável. Ele induz as crianças que seguem cautelosamente. De repente de duas caixas misteriosas surgem como num passe de mágica dois bonecos, que ganham vida, assim como um soldado de corda que dançam pela sala de visitas.
Mas o presente mais desejado é mesmo o Quebra-Nozes. Clara se apaixona pelo brinquedo,Fritz também deseja brincar com o boneco e tenta tirá-lo de Clara, o seu desejo pelo Quebra Nozes é tanto que Fritz e seus amigos fazem bagunça e amedrontam Clara.
 Na disputa pelo boneco acabam por quebrá-lo. O tio por sua vez com mágica mostra a Clara que o boneco está perfeito novamente.
Após uma noite de comemoração e muita dança os convidados se despediram.
Clara encantada com o Quebra-Nozes, cai no sono, em seu sonho ela vê a sala de visitas e a árvore de Natal,todos os objetos assumem uma aparência fantástica.
Um rato sai de um buraco, seguido por vários outros ratos que correm por toda a parte.
No silêncio da noite ouve-se o relógio bater, são meia-noite.
A árvore de Natal começa a crescer e a se tornar mais e mais alta. Toda a sala está cheia de ratos e Clara fica terrivelmente amedrontada. O Rei dos Ratos entra em cena, mas o Quebra Nozes liderando um regimento de soldados vem defender Clara. Com seu pequeno exército,ele parte para o ataque.
Superando o medo Clara corre até o momento crucial da batalha e atira sua sapatilha sobre o Rei dos Ratos, salvando assim, o Quebra-Nozes.
O Rei dos Ratos é vencido e desaparece com seu exército.
 O Quebra-Nozes transforma-se num belo jovem e junto com Clara seguem para o Reino das Neves, lá ela experimenta a sensação de dançar entre os flocos e se encanta com tanta graciosidade e leveza dos flocos de neve.
Drosselmeyer mais uma vez aparece para conduzi-los a um outro lugar encantado, eles viajam em um trenó e vão parar numa ilha encantada: o Reino dos Doces.
Fadas e Anjos surgem na viagem para mostrar o caminho de um reino cheio de mistérios. No Reino dos Doces são recebidos pela Fada Açucarada e seu Príncipe. Diante de Clara desfilam várias danças: a espanhola, os árabes, a dança chinesa, russos, os candies e a valsa das flores.
Clara fica contagiada com a magia das dançam que são oferecidas em sua homenagem. Todos estão felizes e dançam alegremente, mas chega a hora de partir e dá adeus a Fada Açucarada e aos habitantes do Reino dos Doces.
O sonho está chegando ao fim, Clara, está acordando, o dia amanhecendo.

 Ela se levanta e, ainda de camisola, abraça o Quebra-Nozes e vê que tudo não passou de um belo sonho.